Resenha: Toda Sua



Livro: Toda Sua
Título Original: Bared to You
Autora: Sylvia Day
Editora: Paralela
Tradução: Alexandre Boide
Páginas: 280    

Sinopse: Eva Tramell tem 24 anos e acaba de conseguir um emprego em uma das maiores agências de publicidade dos Estados Unidos. Tudo parece correr de acordo com o plano, até que ela conhece o jovem bilionário Gideon Cross, o homem mais sexy que ela — e provavelmente qualquer outra pessoa — já viu.

Gideon imediatamente se interessa por Eva, que faz tudo o que pode para resistir à tentação. Mas ele é lindo, forte, rico, bem-sucedido, poderoso e sempre consegue o que quer — e é claro que Eva acaba se entregando.
Uma relação intensa começa. O sexo é incrível. Capaz de levar os dois a extremos a que jamais tinham chegado. E, então, eles se apaixonam — o que pode ser tanto a chave para um futuro feliz quanto a faísca que trará de volta os traumas do passado. 



Primeiramente antes de começar gostaria de dizer que não tem como não comparar Toda Sua com o livro 50 Tons de Cinza. Confesso que fiquei um pouco triste com os primeiros capítulos do livro. Houve uma semelhança muito grande no inicio dos dois livros. Como não podemos desistir jamais de um livro iniciado (ufa) ainda bem que a autora me surpreendeu e tudo ficou muuuuito interessante.


Primeiro livro da trilogia Crossfire, Toda Sua trás uma história de romance hot entre Eva e Gideon . A autora define seus personagens tanto masculinos quanto femininos com personalidades marcantes, extremamente lindos por fora, porém muito machucados por dentro por muitos traumas vividos por eles, envolve personagens secundários complexos , é uma leitura viciante e intensa.

Sylvia Day soube se conectar com o leitor pela sua escrita perfeita, soube explorar cada personagem, mostrar suas fraquezas, virtudes. Mostrou fatos tão corriqueiros da nossa sociedade que nos levam a perguntar quantas Eva e Cary estão por aí.


A autora conseguiu aproximar muito os personagens para nossa realidade atingindo várias pessoas, dando ainda mais credibilidade para sua história. O interessante também é o aspecto homossexual de um dos personagens secundários.



Há vários pontos positivos, o enredo, o humor, as descrições espetacular de Gideon , um drama envolvendo o passado dos protagonistas… É claro que eu me pergunto sobre o quão estranho e perto do impossível é um cara avesso a sentimentos e relacionamentos cair de amores tão rapidamente. Há indícios de uma relação dominador e submissa, mas apenas sexualmente, ambos são maduros e conscientes, apenas para dar um toque a mais na intempestiva relação do casal.



“Era como se eu estivesse sendo atraída para ele, como se houvesse uma corda em torno da minha cintura me arrastando de forma lenta mas inescorável em sua direção.— Toda Sua”

Apesar da super valorização do status financeiros e a aparência pessoal dos personagens ,  em nenhum momento a autora coloca o dinheiro como foco principal do romance. A intenção da autora foi nos mostrar um todo e não personagens individuais, em nenhum momento ela defendeu um personagem, ela faz o leitor tirar suas próprias conclusões.



“Já fui amado antes - por Corinne, por outras mulheres, mais o que elas sabem sobre mim? Como é que elas podem estar apaixonadas por mim se nem sabem quem eu sou? Se o amor é isso não é nada em comparação ao o que eu sinto por você.— Toda Sua”

Uma das maiores reclamações que vejo, é devido o linguajar utilizado pela autora, apesar de ser um romance, mas acima de tudo ele é erótico, não que isso seja desculpa para linguajar vulgar, mas Sylvia apesar de escrever palavras que talvez costume causar um desconforto em um leitor não acostumado a livros eróticos, mas no decorrer da leitura ela envolve e seduz tanto a forma de conduzir a narrativa, que até o final do livro o leitor se acostuma com as expressão e palavras, e aceita ser essencial para expressar as cenas.


Algo pessoal: Achei a escrita da autora ótima, uma leitura forte, hot,  viciante, porém tive momentos em que fechava o livro de raiva da Eva, queria esganar ela , como uma pessoa se desvaloriza tanto, tudo bem entendo que o trauma sofrido por ela é grande e superar não é nada fácil, mas se desvalorizar tanto também . Tive momentos que queria escrever para autora e dizer que " caramba mostra que sabemos superar " , eu também tive quase as mesmas dificuldades que a personagem do livro e nem por isso me desvalorizo tanto.



"Não existe coisa mais fácil que resolver o problema dos outros. O duro é enfrentar nossos próprios traumas.— Toda Sua."




Agora é partir para o segundo livro e ver essa trama desenrolar, isso se eu não ter uma sincope com a baixa estima da Eva.

Toda Sua por fim é uma ótima leitura.
Super Recomento.


Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »

4 comentários

Clique aqui para comentários
08/02/2014 05:00 ×

Nossa amiga, você leu? Que legal. É engraçado que desde 50 Tons não tive vontade de ler nenhum erótico. Pior é que tenho esse livro em casa. Preciso dar um jeito nisso.. kkk Beijos, Mi

www.recantodami.com

Responder
avatar
Aninha
admin
08/02/2014 11:03 ×

Oi Mi ♥
Pois é depois de 50 Tons ficamos um pouco sem jeito de ler qualquer outro erótico né!! Estava aguardando um pouco pra ler ele até que me decidi, mas confesso que de inicio fiquei decepcionada com ele esperava mais , porém me surpreendeu, gostei muito do livro, temos que estar aberta para novos contos Hot né!! mesmo que nenhum chegue aos pés de 50 Tons rsrsrsrs

bjs Mi

Responder
avatar
08/02/2014 13:41 ×

Oie, Ana e Carol!
Acho blog de vocês incrível e marquei ele em uma TAG lá no meu blog, olhem lá!
Bjocas!
http://not-anerd.blogspot.com.br/2014/02/tag.html

Responder
avatar
Carol Koplin
admin
09/02/2014 13:27 ×

Olá, Leticia!
Obrigada!
Assim, que publicarmos nossa resposta da tag, enviamos para você.
Beijinhos!

Responder
avatar

Querido leitor,

Seus comentários deixam o nosso cantinho ainda mais especial. Agradecemos muito a sua participação! Até o próximo post! ;)

Equipe do Citação
ConversãoConversão EmoticonEmoticon

Obrigado pelo seu comentário