Resenha: Longe Demais


Livro: Longe Demais

Autora: Jennifer Echols 
Editora: Pandorga
Sinopse: Tudo o que Meg sempre quis foi fugir. Fugir do colégio. Fugir da sua pacata cidade. Fugir de seus pais, que pareciam determinados a mantê-la presa em uma vida sem futuro. Mas, em uma noite louca envolvendo trilhos de ferrovia proibidos e desafiadores, ela vai longe demais... e quase não consegue voltar. 
John escolheu ficar. Para impor o cumprimento das leis. Para servir e proteger. Ele desdenha a rebeldia infantil e quer ensinar a Meg uma lição que ela não esquecerá tão cedo. Mas Meg o leva ao limite ao questionar tudo o que ele aprendeu na academia de polícia. E quando ele a pressiona para saber por que ela não se prende a nada, a resposta os levará a um caminho sem volta...


Imaginem uma menina cabeça de vento, "doida varrida" e sem juízo algum. Essa é Meg, uma das protagonistas mais doidas que conheci, e a loucura não estava apenas em seus cabelos azuis, isso era apenas um detalhe. 
Agora imaginem um rapaz novo, maduro, muito responsável e terrivelmente lindo. Esse é o After, um policial que acha que pode evitar tragédias na ponte e dar lições nos jovens para que mudem seu comportamento e criem juízo. Com a apresentação desses dois, dá até para imaginar as confusões que vai dá, né?

A história começa na ponte, onde Meg, seu "rolo" (a palavra mais educada que achei para o chamar, porque namorado não é!) Eric e um casal de amigos, todos bêbados, aventurando-se no plano louco de Meg, de namorar naquele lugar perigoso. Mas seus planos são frustrados, quando o policial After chega para acabar com a farra da turma. 
Depois de ser pega na ponte, a punição de Meg era fazer a ronda da noite com uma patrulha policial, e ver como é a realidade da vida. Ela achou que fosse fácil, mas o susto foi enorme ao saber que o policial que ela deveria acompanhar, era o mesmo da ponte...


O quê? Aquele policial é o demônio!

Achei a história fascinante e a narrativa envolvente. Simplesmente não conseguia parar de ler. O fato de abordar a realidade dos jovens e seus conflitos, prendeu-me ainda mais.


Fiquei uma boa parte do livro achando que a Meg precisava era de uma cadeira de choque, para ver se ela tomava jeito, mas com o passar da história, conseguimos nos aprofundar em toda a experiencia dessa menina de cabelos azuis, e acabei sentindo compaixão por ela.
After, o policial durão, não era tão centrado assim, e foi legal ver como Meg abalou sua estrutura!

Meg e After só me fizeram ter mais certeza sobre uma coisa: não julgar pelas aparências. O que uma pessoa é hoje, é consequência de toda uma bagagem de vida que ela carrega, com experiencias boas e ruins, e de como a pessoa lidou com essas experiências.  Se a decisão foi seguir por um caminho negativo, nunca é tarde para mudar o percurso e escrever uma nova história em sua vida.


Longe Demais é um romance cheio de loucuras, muita "troca de farpas" mesclado com momentos carinhosos que faz qualquer um suspirar!

Este eu indico! Não deixem de ler!


Beijinhos!
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »

Querido leitor,

Seus comentários deixam o nosso cantinho ainda mais especial. Agradecemos muito a sua participação! Até o próximo post! ;)

Equipe do Citação
ConversãoConversão EmoticonEmoticon

Obrigado pelo seu comentário