Resenha: A garota no trem


Livro: A garota no trem
Autor (a): Paula Hawkins
Páginas: 378
Editora: Record
Classificação:  ♥ ♥ ♥ ♥ 
Sinopse: Todas as manhãs Rachel pega o trem das 8h04 de Ashbury para Londres. O arrastar trepidante pelos trilhos faz parte de sua rotina. O percurso, que ela conhece de cor, é um hipnotizante passeio de galpões, caixas d’água, pontes e aconchegantes casas. Em determinado trecho, o trem para no sinal vermelho. E é de lá que Rachel observa diariamente a casa de número 15. Obcecada com seus belos habitantes – a quem chama de Jess e Janson –, Rachel é capaz de descrever o que imagina ser a vida perfeita do jovem casal. Até testemunhar uma cena chocante, segundos antes de o trem dar um solavanco e seguir viagem. Poucos dias depois, ela descobre que Jess – na verdade Megan – está desaparecida. Sem conseguir se manter alheia à situação, ela vai à polícia e conta o que viu. E acaba não só participando diretamente do desenrolar dos acontecimentos, mas também da vida de todos os envolvidos.

***

 Olá people!! Hoje vim falar sobre um livro que foi muito bem falado no ano de 2015. Lembro que ele foi apresentado no Mochilão da Record como um grande thriller. Já anotei na minha lista de desejados e assim que adquiri, arranjei um tempinho pra ler e garanti uma boa leitura. A garota no trem é o primeiro livro de Paula Hawkins e já alcançou a marca de 2 milhões de exemplares vendidos.

 Todo o livro é dividido pela narração de 3 personagens principais da história: Rachel, Megan e Anna. Conforme a leitura vai desenvolvendo, percebemos que essas três personagens têm suas vidas interligadas. Com a narrativa dessas personagens vamos conhecendo a visão de cada uma sobre suas próprias vidas, mas é com Rachel que ficamos conhecendo o verdadeiro enredo do livro.

 Devastada pela separação, Rachel se afundou ainda mais na bebida. Perdeu o emprego, mas pra manter as aparências para a amiga com quem divide o apartamento, mantinha a rotina de sair de casa no mesmo horário, pegava o trem no mesmo horário, "fazia hora" na rua e, no fim do dia, voltava no trem do mesmo horário. Nesse percurso de trem, Rachel se sentava à janela para que pudesse ver sua antiga vizinhança, onde morava com seu ex-marido em uma época feliz. Nessas idas e vindas de trem, ela olhava sempre para uma casa onde morava um casal que Rachel imaginava viver uma vida perfeita. Deu nome para eles e adorava criar situações para os dois sempre embalados por um grande amor.

O trem reduz a velocidade até parar por completo no sinal vermelho, e olho pela janela. Jess está sentada no terraço do jardim diante da casa, bebendo uma xícara de café. Ela está com os pés em cima da mesa e a cabeça inclinada para trás, tomando sol. Atrás dela, acho que vejo uma sombra, alguém se deslocando: Jason. Fico doida para vê-lo, para ter um vislumbre do seu belo rosto. Quero que ele venha para fora, que se poste atrás de Jess, como sempre faz, e dê um beijo na cabeça dela.

 Até que um dia vê uma cena que a intriga e após esse fato, Rachel descobre, através da mídia, que aquela mulher havia desaparecido. Achando que estava ligada ao casal, acaba se envolvendo para descobrir o que aconteceu com a mulher. No desenrolar desse mistério, Rachel descobre respostas sobre outras coisas que nem imaginava acontecer.

 Sabe aquela história da expectativa? Quando você espera demais de um livro porque todo mundo falava bem e quando tem a oportunidade de ler você não acha que foi aquilo tudo? Pois é. Esse foi um deles, pelo menos pra mim. Não que tenha sido uma leitura péssima, perda de tempo. Não. Acho que teve um bom fechamento e não ficou nenhum "fio solto" (coisa que odeio quando acontece). Mas a história não me prendeu o tempo todo. O meio do livro foi um pouco massante, apesar de hora ou outra nos contar detalhes importantes para a história. Porém, acredito que a Paula Hawkins poderia ter mantido o ritmo do início até o final, que esse sim foi muito bom, o que salvou o livro. Ela escreve bem, principalmente quando parece que nos coloca dentro da cena, detalhando bem o que está acontecendo.

 Uma coisa que foi bem excessiva foi o drama que a protagonista envolve a si mesma. Rachel, por muitas vezes, demonstra altamente depressiva e, consequentemente, autodestrutiva. Parece até mesmo a antagonista da história. Foi difícil iniciar um apreço por ela.

Eu me senti sozinha em minha angústia. E me tornei uma pessoa solitária, então comecei a beber um pouco, e depois um pouco mais, e fiquei mais solitária ainda, porque ninguém gosta de ficar perto de gente bêbada. Eu sucumbia e bebia; bebia e sucumbia. Eu gostava do meu emprego, mas não tinha uma carreira brilhante, e, mesmo que tivesse, sejamos honestos: as mulheres continuam sendo valorizadas de verdade por duas coisas -- sua aparência e seu papel como mãe. Não sou bonita e não posso ter filhos, o que isso faz de mim? Uma inútil.

 Nas últimas 30 páginas a história volta a ficar bem mais atrativa, pois o mistério volta a ser a ênfase e algumas peças começam a se encaixar. Particularmente, gosto de histórias que não deixam fatos sem explicação e esse livro foi um deles. Além disso, o final foi totalmente coerente e a autora terminou a história muito bem.

 Enfim, com essa história podemos perceber o quanto as pessoas podem brincar com nosso psicológico exercendo poder que muitas vezes nos destroem. A garota no trem é um thriller psicológico muito bem construído que vale a pena ler. Quanto à parte mais "lenta" do livro, a minha dica é que não desista da história e continue lendo pois o final é realmente muito bom. Então, leia sem muita expectativa pois as chances de se surpreender positivamente são grandes.

Para esse ano, já está previsto a adaptação deste best-seller em Hollywood. Vamos aguardar!

Bem pessoal, é isso. Você que já leu, o que achou? Gostou? E quem não leu, ficou curioso? Despertou a vontade de ler? Estou esperando seu comentário!

Beijo e até a próxima!


 

Sinopse: Um thriller psicológico que vai mudar para sempre a maneira como você observa a vida das pessoas ao seu redor. Todas as manhãs Rachel pega o trem das 8h04 de Ashbury para Londres. O arrastar trepidante pelos trilhos faz parte de sua rotina. O percurso, que ela conhece de cor, é um hipnotizante passeio de galpões, caixas d’água, pontes e aconchegantes casas. Em determinado trecho, o trem para no sinal vermelho. E é de lá que Rachel observa diariamente a casa de número 15. Obcecada com seus belos habitantes – a quem chama de Jess e Janson –, Rachel é capaz de descrever o que imagina ser a vida perfeita do jovem casal. Até testemunhar uma cena chocante, segundos antes de o trem dar um solavanco e seguir viagem. Poucos dias depois, ela descobre que Jess – na verdade Megan – está desaparecida. Sem conseguir se manter alheia à situação, ela vai à polícia e conta o que viu. E acaba não só participando diretamente do desenrolar dos acontecimentos, mas também da vida de todos os envolvidos. Uma narrativa extremamente inteligente e repleta de reviravoltas, A garota no trem é um thriller digno de Hitchcock a ser compulsivamente devorado. - See more at: http://www.lostgirlygirl.com/2015/11/resenha-680-garota-no-trem-paula.html#sthash.gcZDnFgB.dpuf
Sinopse: Um thriller psicológico que vai mudar para sempre a maneira como você observa a vida das pessoas ao seu redor. Todas as manhãs Rachel pega o trem das 8h04 de Ashbury para Londres. O arrastar trepidante pelos trilhos faz parte de sua rotina. O percurso, que ela conhece de cor, é um hipnotizante passeio de galpões, caixas d’água, pontes e aconchegantes casas. Em determinado trecho, o trem para no sinal vermelho. E é de lá que Rachel observa diariamente a casa de número 15. Obcecada com seus belos habitantes – a quem chama de Jess e Janson –, Rachel é capaz de descrever o que imagina ser a vida perfeita do jovem casal. Até testemunhar uma cena chocante, segundos antes de o trem dar um solavanco e seguir viagem. Poucos dias depois, ela descobre que Jess – na verdade Megan – está desaparecida. Sem conseguir se manter alheia à situação, ela vai à polícia e conta o que viu. E acaba não só participando diretamente do desenrolar dos acontecimentos, mas também da vida de todos os envolvidos. Uma narrativa extremamente inteligente e repleta de reviravoltas, A garota no trem é um thriller digno de Hitchcock a ser compulsivamente devorado. - See more at: http://www.lostgirlygirl.com/2015/11/resenha-680-garota-no-trem-paula.html#sthash.gcZDnFgB.dpuf
Sinopse: Um thriller psicológico que vai mudar para sempre a maneira como você observa a vida das pessoas ao seu redor. Todas as manhãs Rachel pega o trem das 8h04 de Ashbury para Londres. O arrastar trepidante pelos trilhos faz parte de sua rotina. O percurso, que ela conhece de cor, é um hipnotizante passeio de galpões, caixas d’água, pontes e aconchegantes casas. Em determinado trecho, o trem para no sinal vermelho. E é de lá que Rachel observa diariamente a casa de número 15. Obcecada com seus belos habitantes – a quem chama de Jess e Janson –, Rachel é capaz de descrever o que imagina ser a vida perfeita do jovem casal. Até testemunhar uma cena chocante, segundos antes de o trem dar um solavanco e seguir viagem. Poucos dias depois, ela descobre que Jess – na verdade Megan – está desaparecida. Sem conseguir se manter alheia à situação, ela vai à polícia e conta o que viu. E acaba não só participando diretamente do desenrolar dos acontecimentos, mas também da vida de todos os envolvidos. Uma narrativa extremamente inteligente e repleta de reviravoltas, A garota no trem é um thriller digno de Hitchcock a ser compulsivamente devorado. - See more at: http://www.lostgirlygirl.com/2015/11/resenha-680-garota-no-trem-paula.html#sthash.gcZDnFgB.dpuf
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »

10 comentários

Clique aqui para comentários
27/01/2016 11:01 ×

Oiee, vi outros comentários a respeito dessa obra e fico um pouco curiosa, mas também receosa com a trama, rs. Odeio quando a leitura fica presa, mas se tiver oportunidade vou ler o livro

Beijos da Fê
As Catarina´s / Fanpage / Instagram

Responder
avatar
27/01/2016 14:00 ×

Eu logo que consegui também adquiri esse livro e ele esta incluso na lista desse ano.
Sabemos que nem todo livro, agrada todo mundo, mas mesmo assim estou com expectativas que vou gostar da leitura.
Mas obrigada pela resenha, vou me lembrar dela na leitura...rs
Beijos
devoreumlivrooufilme.blogspot.com.br

Responder
avatar
Milena N
admin
27/01/2016 21:15 ×

Olá! É muito ruim quando criamos muito expectativa com um livro e ele acaba nos decepcionando. Aconteceu o mesmo comigo com Jogos Vorazes. Não que eu não tenha gostado. Longe disso. Gostei e classifiquei com 5 estrelas, mas faltou algo pra se tornar um de meus favoritos. Não foi 100% o que eu imaginei. E isso é um pouco frustrante né? Bem, mas falando sobre A garota no trem, tenho muita curiosidade em ler. Quero tirar minhas próprias conclusões, apesar de ter lhe decepcionado. Vamos ver o que eu vou achar hehe. Sua resenha ficou ótima e bastante sincera.

Beijos
http://albumdeleitura.blogspot.com.br

Responder
avatar
27/01/2016 21:31 ×

Oieeeee!
Tb fiquei mega empolgada p ler este livro, comprei logo que lançou, mas quem disse que eu li? Hahahahahahah
As resenhas estão bem divididas, já vi gente que amou e gente que odiou, eu acho q n vou curtir o drama excessivo da protagonista, mas por outro lado vou amar o mistério!
Bjos!
Aline Praça
www.leituravipblog.com

Responder
avatar
28/01/2016 15:33 ×

Olá Thais. Realmente, fiquei sabendo que esse livro da uma canseira no leitor... mas minha amiga que disse isso completou falando que o final é show, não deixa a desejar. Eu gosto de thirller psicológico e lembro bem quando o livro foi lançado, mas acabei lendo Caixa de Pássaros e to de ressaca com livros assim até hoje de tanto que me perturbou hahahaha Mas esse ano ela acaba e eu pego esse, já passou da hora!
bjss
http://umavidaliteraria1.blogspot.com.br/

Responder
avatar
29/01/2016 16:31 ×

Oi!
Eu estava super a fim de ler esse livro, mas vi uma resenha como a sua e desanimei bastante.
Achei a história bem confusa e a protagonista realmente é meio dramática, ai deixei de me interessar na obra, pois isso não combina com thrillers :(

www.gordinhaassumida.com.br

Responder
avatar
04/02/2016 00:01 ×

Oi Thaís ta aí um livro que quero muito ler antes de ver o filme, a história é bem instigante e sua resenha me despertou mais ainda o interesse! Os atores escalados do filme são ótimos. Bjkas

Responder
avatar
04/02/2016 15:18 ×

Oi, tudo bem?
Adoro quando os personagens descobrem mais do que esperavam nas histórias! Acho que eu iria gostar!
Bjs

Responder
avatar
04/02/2016 21:37 ×

Eu não cheguei a ler esse livro, tudo que sei é de resenhas, mas acho o enredo sensacional. Consigo imaginar um filme com essa história.

Responder
avatar
08/02/2016 21:34 ×

Oie, tudo bom?
Esse livro também chamou minha atenção durante o mochilão, mas não li ainda. Adoro thrilers e ele parece ter elementos dramáticos misturados com mistério. Uma pena que tenha esses momentos mais lentos, mas muitos livros passam por isso e continuam sendo uma boa leitura. Como já ouvi duas opiniões diferentes do livro, vou ter que ler para saber qual vai ser minha experiência.
Beijos,
http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

Responder
avatar

Querido leitor,

Seus comentários deixam o nosso cantinho ainda mais especial. Agradecemos muito a sua participação! Até o próximo post! ;)

Equipe do Citação
ConversãoConversão EmoticonEmoticon

Obrigado pelo seu comentário