Moral da História | Boneca de Ossos



A coluna Moral da História tem como objetivo trabalhar a moral de cada leitura. A cada 15 dias trago reflexões, poesias, textos ou comentários inspirados nos livros que li (nada de trechos copiados do livro), contando o que aprendi ou senti com cada história.

"Eu não quero mais brincar, não posso. E não posso dizer o motivo para elas, mas, cá entre nós, é porque meu pai me acha grande para isso." Eu diria que Zach estava pensando exatamente assim quando o enredo de "Boneca de Ossos" começou a ficar interessante. Não que não fosse antes, é claro, mas certas leituras trazem mais do que apenas mistério.

A Grande Rainha, a boneca de ossos da cristaleira da casa da Poppy, é o ponto de partida deste post. O livro traz uma história de amizade e de suspense muito bem escrita, apesar de infantojuvenil. Não é para adultos, mas faz qualquer leitor com o mínimo de apreço por fantasmas, piratas e amizades que se constroem fora da era da tecnologia se envolver. E faz pensar em algo bacana, nos dias de hoje: por que não?

Muitas vezes crescemos e nos esquecemos de quem éramos, do que gostávamos e de quanto as coisas eram mais simples. As briguinhas ficavam com os filmes, com as brincadeiras e as amizades não faziam julgamentos tolos, a menos que estivessem disfarçadas de bonecos, barcos de papel e outros brinquedos. Holly Black, neste livro, foi literalmente a cabeça do grupinho. É interessante como a história evolui em tão poucas páginas e deixa claro o conceito de amizade e de crescimento, talvez tão necessário para alguns. Se estou certa ou não, não sei, mas acredito que a moral da história seja justamente a proposta da leitura.

Então, concordam comigo? Quem mais leu o livro?
Não deixem de me dizer o que acharam!

Até mais. o/
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »

Querido leitor,

Seus comentários deixam o nosso cantinho ainda mais especial. Agradecemos muito a sua participação! Até o próximo post! ;)

Equipe do Citação
ConversãoConversão EmoticonEmoticon

Obrigado pelo seu comentário