Resenha | Ela disse, ele disse



Livro: Ela Disse, Ele Disse
Autor (a): Thalita Rebouças
Páginas: 192
Editora: Rocco
Classificação:
Sinopse: Temas como amizade, bullying, respeito às regras e a relação entre pais e filhos também estão presentes no livro, abordados com a naturalidade e a descontração características da autora. E como num quebra-cabeça em que cada peça se encaixa perfeitamente à outra, a narrativa se desenrola revelando, com ritmo e bom humor, os sonhos e angústias de meninos e meninas diante de cada situação, com direito a passagens hilárias causadas pela difícil comunicação entre os sexos. Ela disse, ele disse mostra por que Thalita Rebouças é a escritora mais amada pelos adolescentes. E nisso meninas e meninos concordam!

Nem adianta negar, voltei a adolescência viajando nas palavras de Thalita Rebouças! Rosa e Leo são dois adolescentes de 14 anos, moradores da zona sul do Rio de Janeiro, eles acabaram de mudar para uma nova escola e ainda deslocados vão se conhecer. Rosa está sentada perto da janela sozinha, e Leo se senta ao lado dela porque percebe que está sozinha também, e ele não quer parecer deslocado e começa a puxar papo. Rosa quer desesperadamente causar uma boa impressão, mas tudo que ela fala sai diferente do que planejou. E a primeira impressão de Leo realmente não é das melhores, ela parece meio antipática, mas será?


Eu não vou contar mais nada da história, porque vale a pena ler cada encontro, desencontro, flerte e principalmente cada tortura adolescente. Como indicação diria que é um livro para o público entre 10 e 14 anos, mas eu com 44 amei! Eu me identifiquei muito! Lia e era como se estivesse de novo na escola, lembrava dos meus colegas de turma, e várias vezes do meu filho de 19, e das conversas que tive com ele quando ele estava nessa fase. Gostei tanto que quero ler outros livros da Thalita, e já comprei o Ela Disse, Ele Disse – O Namoro! Afinal de contas, como não querer saber o que aconteceu depois?

Tá bom, não é aquela leitura que vai mudar a sua vida, te elevar a um patamar de cultura e filosofia sofisticados, mas é divertido, é estimulante, é gostoso de ler, é romântico... É FOFO! TOTALMENTE FOFO!

Tem mais um ponto que eu quero muito ressaltar, são poucas escritoras que me convencem quando escrevem com voz masculina, sem o homem ficar parecendo irreal, impossível ou gay! Mas não achei isso no Leo! Quando a Thalita escreve como Leo, ele realmente me pareceu um menino de 14 anos falando. Achei isso muito legal!



Então, se você está querendo algo bem leve e alegre para ler, se tem filhos entrando na adolescência, ou querendo algo para presentear dê uma conferida neste livro. Eu gostei mesmo!
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »

Querido leitor,

Seus comentários deixam o nosso cantinho ainda mais especial. Agradecemos muito a sua participação! Até o próximo post! ;)

Equipe do Citação
ConversãoConversão EmoticonEmoticon

Obrigado pelo seu comentário