Semana Especial Jane Austen - Resenha | Persuasão



Livro: Persuasão
Autor (a): Jane Austen
Páginas: 297
Editora: Várias
Classificação:

"Forçada a ser prudente quando jovem, ela havia aprendido a ser romântica ao envelhecer: a sucessão natural de um início natural"

Olá pessoal, escolhi Persuasão para resenhar por se tratar da última obra escrita por Jane, e portanto a que a pega mais madura, como mulher e escritora. Persuasão nos traz a história de Anne Elliot, que ainda na juventude se apaixonou por um jovem oficial da marinha, capitão Frederick Wentworth. A família de Anne não aprovava este compromisso porque ele não tinha posses, e o pai de Anne (Sir Walter Elliot) era extremamente vaidoso e incapaz de aceitar que sua filha fizesse um casamento menos prestigioso, assim  uma amiga da família (Lady Russel) tratou de acabar convencendo Anne que se ela esperasse, logo conheceria alguém melhor e por quem se apaixonaria ainda mais. Alguém que fosse a sua altura!  


Mas como a frivolidade e a ganância nunca são recompensadas na obra de Jane Austen, anos se passam sem que Anne encontre ninguém que ela pudesse amar, ela nunca conseguiu esquecer Wentworth e acabou ficando solteirona (como a própria Jane). Por obra do destino, após muitos anos, Anne reencontra Frederick, pois ele está cortejando sua amiga e vizinha, Louisa Musgrove. Anne terá de assistir "de camarote" o amor de sua vida jogando todo seu charme e galanteios para sua amiga! Nem tão boa amiga!

"Não poderia ter havido um par de corações tão aberto, nem gostos tão 
similares, sentimentos tão harmoniosos, comportamentos tão amados. 
Agora eles eram como dois estranhos; não; pior do que estranhos pois nunca
 poderiam vir a se reconhecer. Viviam um afastamento perpétuo."

Mas claro, Frederick também não a esqueceu, e reencontrá-la assim de repente irá reascender a chama da paixão! Um toque de mão, um apoio durante um passeio no jardim, um ajudar a subir na carruagem serão suficiente para aquecer o fogo dessa paixão. Mas e agora?

Como se já não bastassem tamanhos empecilhos, Frederick irá bater de frente com Lady Russel, quem ele responsabiliza pelo fim de seu namoro com Anne, e esta, por vaidade e arrogância, não poupará esforços e artifícios para atrapalhar o casal.


É uma linda história de amor entre pessoas maduras, que já sofreram muito e que também já se magoaram muito. Uma trama bem elaborada e instigante, onde Jane nos mostra quanta infelicidade podemos ter ao nos prendermos as convenções da sociedade ao invés do nosso coração.

"Seus sentimentos em relação a um primeiro e sólido vínculo afetivo; frases 
iniciadas que ele não conseguia terminar, seus olhares meio esquivos 
e sua expressão mais do que um pouco significativa, tudo, tudo afirmava 
que seu coração no mínimo estava voltando a considerá-la, que a raiva, 
o ressentimento, o desejo de evitá-la haviam desaparecido, e que 
tinham sido sucedidos não somente por amizade e apreço, mas pela 
mesma ternura do passado."

A mesma narrativa irônica de  seus outros livros, aqui ainda mais ácida. Neste último trabalho a ser escrito por Jane Austen, ela não só exalta as pessoas de caráter reto e denúncia as dificuldades da vida feminina, como também elogia o homem de iniciativa, através do personagem do capitão Frederick Wentworth que partiu de uma origem pobre e que alcançou influência e status por seus méritos e não através de herança. Ao detrimento de seu próprio pai, que nunca teve de fazer nenhum esforço e não fez outra coisa a não ser endividar-se.



Curiosamente este livro foi publicado junto com um de seus primeiros trabalhos, A Abadia de Northanger, postos lado a lado é incrível perceber como a semente que começava a germinar em um, cresceu e floresceu no outro. No entanto, enquanto escrevia Persuasão, Jane adoeceu, concluiu a obra, mas não chegou a fazer uma revisão, e meses depois faleceu.

"Ela o havia maltratado, abandonado e decepcionado. Pior ainda: ao 
fazê-lo havia demonstrado uma fraqueza de caráter que o temperamento 
decidido e confiante dele não podia suportar. Havia desistido dele para agradar aos outros. Havia cedido aos efeitos de uma persuasão excessiva. 
Havia sido fraca e acanhada." 

O que eu posso dizer sobre esse livro é que eu amo! Amo cada linha furiosa de Anne contida nele, amo cada troca de olhar, amo principalmente o final! Quem não leu, leia!!!

Amanhã tem mais Semana Especial Jane Austen! Não deixem
de conferir ! Beijo!
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »

Querido leitor,

Seus comentários deixam o nosso cantinho ainda mais especial. Agradecemos muito a sua participação! Até o próximo post! ;)

Equipe do Citação
ConversãoConversão EmoticonEmoticon

Obrigado pelo seu comentário