Lovesick


Olá galera, eu adoro uma série desconhecida, eu sei! Ah, vamos lá! Se em anos de sucesso e milhares de resenhas depois, vocês não se interessaram em ver Grey’s Anatomy ou Walking Dead, para que ficar falando nisso? E se vocês já assistem, acho que são bem grandinhos para ter a própria opinião! Por isso a série desta semana é a pouco conhecida e pouco comentada: Lovesick, recém estreada na Netflix. A série é de 2014, originalmente se chamava Scrotal Recall (dá para entender a mudança, né?), mas não tinha no catálogo brasileiro, e agora chegou já agradando a crítica.

Você não vai ter dificuldade em acompanhar, são só 6 episódios de 20 e poucos minutos! E a 2ª temporada já tem data de estreia para 17 de novembro (2016), ou seja, você não vai ter de esperar muito para saber o desfecho!


A história é uma comédia romântica, mas como se trata de humor inglês, não podia deixar de ser um pouco negro. Dylan (Johnny Flynn), o protagonista, começa a série descobrindo que se infectou com clamídia, e agora tem o dever moral de avisar todas as suas parceiras sexuais que podem estar contaminadas. É um conceito meio difícil para o brasileiro entender, compreendo, envolve que você saiba e tenha o contato de todo mundo com quem você fez sexo. Será que os jovens brasileiros bonitos e bem resolvidos de 20 e poucos anos poderiam fazer isso mesmo que quisessem? Exige um nível de respeito e consideração pelos parceiros que não vejo tanto assim!

Mas continuando, Dylan recebe cartões no hospital para enviar a cada uma delas, mas ele acha errado e decide entrar em contato pessoalmente, primeiro por telefone, mas após não dar muito certo em sua primeira tentativa, ele decide fazer isso em pessoa. Cada episódio é sobre uma parceira! Ele teve mais de 6, mas por enquanto é o que a série mostrou. Em cada episódio vemos como se conheceram, como se envolveram e porque terminaram. E vamos descobrindo um Dylan divertido, romântico e apaixonante.


Ao mesmo tempo, vamos conhecendo os 2 melhores amigos dele, que dividem apartamento com ele, seus roommates: Luke (Daniel Ings) que é um mulherengo que só pensa em sexo e responsável pela parte mais cômica da série e Evie (Antonia Thomas), que faz a parte mais racional. Agora vou cometer um spoiler pequenino, que já fica claro no primeiro episódio, entre Evie e Dylan existe mais que amizade, é um crush daqueles que todo mundo já sentiu, mas que nenhuma comunicação a respeito é feita com medo de estragar a amizade. Ah é fofo! Você vai shipar também!

Com muitos flashbacks, você vai e volta no tempo, entendendo os diversos desencontros do casal! A total falta de timing!  E Dylan também não parece ficar muito tempo sozinho, apesar de levar alguns foras, ele faz muito sucesso com as mulheres sem fazer muito esforço para isso, apenas com seu jeito sincero, amigo e companheiro.


Johnny Flynn, Antonia Thomas e Daniel Ings retornam na 2ª temporada para mais diversão e para mais uma fase na história desse casal. Dessa vez serão oito episódios. O criador da série, Tom Edge, retorna como roteirista e também será produtor executivo ao lado de Murray Ferguson, Andy Baker and Ed Macdonald. Lovesick é produzida pela Clerkenwell Films com parceria BBC e Netflix! Será que Dylan e Evie vão se acertar?

Dá uma espiadinha! Eu gostei muito!

Beijo e até semana que vem!


Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »

Querido leitor,

Seus comentários deixam o nosso cantinho ainda mais especial. Agradecemos muito a sua participação! Até o próximo post! ;)

Equipe do Citação
ConversãoConversão EmoticonEmoticon

Obrigado pelo seu comentário