Resenha| A História de Malikah - Marina Carvalho






Título: A História de Malikah
Autor (a): Marina Carvalho
Páginas: 336
Editora: Globo Alt
Classificação: ♥ ♥ ♥ ♥ ♥

Sinopse: Malikah conheceu muito cedo toda a crueldade de que o ser humano é capaz. Escravizada e trazida ainda criança da África ao Brasil, sofreu as mais diversas formas de violência, especialmente depois de ter engravidado de Henrique, o filho do dono da fazenda onde trabalhava. Mesmo sendo resultado de uma relação de amor, estar grávida de um de seus senhores era uma afronta aos homens da casa-grande, por isso Malikah foi duramente castigada e quase morta. Malikah e seu bebê, Hasan, só conseguiram escapar com a ajuda de Cécile e Fernão, que lhes deram abrigo na Quinta Dona Regina, um lugar novo onde todos, brancos e negros, poderiam viver em liberdade. Porém, mesmo com a relutância de Malikah, Henrique continua por perto, arrependido por não ter protegido sua amada e tentando se aproximar de Hasan.
Mas como um homem que foi ensinado a cometer tantas atrocidades poderá dar a uma criança o amor incondicional? Apesar de Malikah ainda sentir algo por ele, é possível perdoar alguém que representa para ela tantos anos de injustiça e sofrimento?

 Olá pessoal!! Como vocês estão???? Mil maravilhas??? Eu estou bem, apesar de estar um pouco sumida do Citação... Mas, estou eu aqui, de volta e feliz demais por trazer a resenha de um livro simplesmente maravilhoso. Não só por ser de uma autora que adoro demais, mas por realmente se tratar de uma história linda. A História de Malikah é uma obra tocante e encantadora que vem pra conquistar ainda mais os leitores. Vem conhecer um pouco mais. 

Arrebatada pelo desânimo, ela deixou o livro de lado. Em seguida, puxou o lençol para se proteger da brisa fresca, presente da madrugada. Mas antes que conseguisse se cobrir por inteiro, deparou-se com o contraste gritante entre a alvura da colcha e o tom da pele de sua mão.Claro e escuro. Branco e preto. 
Certo e errado. Henrique e Malikah.

 Ainda menina, Malikah chegou à Fazenda Real, de Euclides de Andrade, e passou a viver separada da mãe. Adana foi ajudar nos serviços da casa-grande e Malikah ficou junto aos demais escravos na senzala. Sozinha e desprotegida se viu obrigada a encarar a realidade do jeito que era possível e cresceu sem entender o porquê dela e de seu povo sofrerem tantos maus tratos. Em meio a tanta disparidade, Malikah encontrou um grande amigo e, alguns anos depois, seu grande amor: Henrique, filho do dono da fazenda. Um amor verdadeiro, mas que as “tradições” da época foi capaz de abalar. Com um filho dessa relação e ainda sofrendo muitos castigos, Malikah, conta com a ajuda de seus grandes amigos, Cécile e Fernão, para fugir da Fazenda Real e tentar construir uma nova vida. Mesmo após a fuga, Malikah, ainda magoada, tem que aprender a aceitar a presença de Henrique. Por perto, ele se mostra cada vez mais decidido a ter a confiança de sua amada de volta e a conquistar o amor de seu filho, Hasan. 

Depois de O Amor Nos Tempos do Ouro, Marina Carvalho traz mais um romance histórico ambientado no Brasil. Em A História de Malikah temos como protagonista uma escrava africana. Como definir Malikah? Heroína? Guerreira? Sábia? Sim! Tudo isso e mais! Amiga, fiel, mãe, protetora... Mulher! Uma mulher cativante e inspiradora. Uma mulher que sofreu como muitos, mas que agiu como poucos. Com toda dificuldade que enfrentou, escolheu não se abater e correr atrás daquilo que se considerava digna. E era! Ao ser abandonada por Henrique, por uma artimanha do pai dele, Malikah só quer dar um futuro melhor para Hasan. A mágoa a acompanha e, mesmo ainda nutrindo amor por Henrique, acredita que não conseguirá voltar a aceitá-lo. Henrique, está decidido que a quer de volta. Percebeu que cometeu um erro e está decidido a mudar a visão que Malikah tem dele. Malikah vai passar um período de grande dúvida, dividida entre ouvir o coração ou continuar deixando que a mágoa prevaleça. Além disso, ainda tem de conviver com a sombra de um passado que insiste em incomodar: Euclides da Cunha, seu algoz. Sabe aquele vilão que você tem vontade de entrar no livro e esganar? Então, é ele!

O animal enfurecido às vezes também raciocina. E quando o faz, emprega requintes de crueldade, pois não tem apenas a intenção de matar; ele quer ver sua presa padecer, lenta e dolorosamente.

Marina nos leva a acompanhar essa história belíssima onde desenvolve a força da mulher, as relações de grande amizade, o amor incondicional pelo filho e também o que é importante para prevalecer o amor.
O que mais mexeu comigo nesse livro, além da linda (LINDA!) história de amor, foi perceber o quanto as personagens femininas demonstram força mesmo com tudo e todos contra. Mesmo numa época em que as mulheres não tinham voz e as tradições favoreciam os homens, as mulheres dessa história fazem com que sejam as mais fortes. E essa força não é mostrada apenas na hora que encaram um malfeitor, ou um senhor de terra, ou lutam pelo que desejam. Temos essa força até mesmo na mais dura decisão de anular seus próprios anseios em favor de um filho. Esses fatos, tão presentes em todo momento da história, são mais um ponto que engrandece o enredo.

Tá. Você deve estar se perguntando e quanto ao mocinho, não é mesmo? Ok! Vamos lá. O Henrique é lindo. Apaixonante, sim! E, pelo menos pra mim, o que mais chamou atenção é que ele não é um mocinho convencional. Não. Perfeito ele não é. Encantador, sim. Perfeito, não. Errou e feio. Mas, quando percebe que enveredou por um caminho que iria tirar sua felicidade, voltou e foi capaz de se redimir e fazer de tudo para que não perdesse seu amor de uma vez por todas. Não forçou, não impôs sua presença de forma grosseira, apenas demonstrou com atitudes e palavras que não era mais um filho dominado pelo pai e que poderia sim fazer Malikah feliz. E, assim, ganhou meu coração.

Conforme tuas crenças antigas, somos predestinados, como a noite e a lua, o mar e suas espumas. É mais que amor, Malikah, muito mais.

Outro fato que deixa o leitor ainda mais conquistado por essa leitura é a forma como a Marina desenvolve todo o enredo. Aliás, a escrita da Marina está esplendorosa. Nos conduz àquele ambiente de forma natural e gostosa. Há muitas passagens fortes, impactantes e, principalmente, emocionantes e, com uma escrita fluida somos levados a uma leitura rápida e prazerosa. Envolvente nos momentos doces e extremamente instigante nos momentos de mais tensão. Além disso, o grande levantamento histórico, o aprofundamento nas crenças e nos costumes do povo africano é enriquecedor. Dá um grande brilho à história. Acredito que esta pode ser uma de suas melhores obras, pois está incrível, arrebatadora, apaixonante. 

Portanto, essa leitura é mais do que recomendada. Não só para aqueles que apreciam um belo romance, mas também para os que gostam de uma história em que os personagens fazem acontecer. Uma história repleta de amor, valores e muito, muito encantamento. Amei cada detalhe do livro. A história é emocionante, reflexiva e apaixonante.  Já entrou pra listinha de livros favoritos e me fez ficar ainda mais fã da Marina.

Aqui no Citação, você pode ainda, encontrar um post onde a querida Carol Gama fez um belíssimo poema do casal - muito amor - de O Amor Nos Tempos do Ouro, Cécile e Fernão. Eles que nos encantaram no livro anterior e que em A História de Malikah continuam a expressar a grande beleza da amizade e do amor. Aprecie aqui.

É isso, pessoal. Espero, sinceramente que vocês tenham gostado e que eu tenha conseguido expressar o quanto vale a pena conhecer essa obra. À Marina Carvalho deixo minha eterna gratidão e, mais uma vez, a parabenizo por essa obra maravilhosa.




Aproveite que o livro está em pré-venda E AS 40 PRIMEIRAS PESSOAS a comprarem o livro VÃO GANHAR UM MARCADOR EXCLUSIVO! 😱😱😱 Garanta o seu exemplar agora e mande o comprovante para globolivros@edglobo.com.br 
→ Saraiva: http://bit.ly/2hjPOEC


→ Cultura: http://bit.ly/2uS6Jmm


→ Amazon: http://amzn.to/2u0QNPG


→ Travessa: http://bit.ly/2tWwcYW




Bjo e até a próxima!

 
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »

12 comentários

Clique aqui para comentários
01/08/2017 15:40 ×

Que lindooooo, já quero o meu! Estou doida pelo meu exemplar, por motivos mais que especiais. O ANTDO foi o primeiro livro da Marina em que mergulhei e me apaixonei de cara. Que seja só sucesso!

Carolina Gama

Responder
avatar
01/08/2017 20:51 ×

Olá,
Adorei sua resenha e conhecer esse livro e a autora. O livro parece ser realmente muito bom, mas no momento não me despertou interesse, mas dica anotada.

Beijos,
Letícia do Garota Perdida nos Livros

Responder
avatar
02/08/2017 09:37 ×

Que amor, fico feliz que você tenha gostado da leitura! Eu fiquei curiosa, mas tenho um pé bem atrás com romances assim, acho que vou passar essa recomendação e deixar pra próxima!

Responder
avatar
Marcio Silva
admin
02/08/2017 10:21 ×

Infelizmente eu não conhecia essa obra "e olha que me inscrevi no novo processo dá Globo Alt 'espero passar' " e achei muito interessante o enredo da obra. Se um dia me surgir a oportunidade é claro que irei ler para tirar minhas próprias conclusões! Obrigado pela dica.

Atenciosamente Um baixinho nos Livros.

Responder
avatar
02/08/2017 11:49 ×

Oiii, não li sua resenha porque não gosto de spoiler rs e ainda nao li o primeiro, Eu amo a Marina, Me encantei com Azul da cor do mar e agora quero todos.
Espero gostar deste também.

Responder
avatar
02/08/2017 12:55 ×

Oiii tudo bem?
Eu tenho tanta vontade de ler esse livro, ainda mais que aborda assuntos que muitas mulheres e meninas sofreram, a escravidão as feriu muito e sei que me emocionaria bastante ao ler, essa capa está divida, preciso muito ler e espero que o próximo livro não te decepcione.
Beijinhos

Responder
avatar
Marcia Lopes
admin
02/08/2017 13:39 ×

Amei a capa, sinopse, resenha e título.
Já vou atras de adquirir o meu, espero que tenha em e-book
Bjs

Responder
avatar
02/08/2017 18:50 ×

Olá, tudo bem?
Não conhecia esse livro, mas gente, que capa linda!
Gostei bastante da sua resenha e da sinopse, anotei a dica.
Beijos!

Responder
avatar
02/08/2017 19:01 ×

Fiquei feliz quando soube sobre a história de Malikah. Quando li O Amor nos tempos do ouro, a moça já havia me chamado atenção, ainda mais pelo sofrimento que passou. Este com certeza já está entre os meus desejados.
Bjs, Rose.

Responder
avatar
02/08/2017 22:34 ×

Oie,
Para ser sincera não gosto de romances, mas me apaixonei pela sua resenha e pelo livro. Quero muito ler!! Os links de compra não estão funcionando.
Beijos
Blog Relicário de Papel

Responder
avatar
Thaís
admin
03/08/2017 08:50 ×

Oiee!!!
AAA que bom que o texto a fez ficar curiosa em relação à história. Só digo uma coisa: Leia que vale muito a pena.
Acabei de testar os links e todos estão ok! Tente novamente que vai dar certo! ;-)
Bjo e obrigada pela visita!

Responder
avatar

Querido leitor,

Seus comentários deixam o nosso cantinho ainda mais especial. Agradecemos muito a sua participação! Até o próximo post! ;)

Equipe do Citação
ConversãoConversão EmoticonEmoticon

Obrigado pelo seu comentário