Moral da História | Tá Todo Mundo Mal


A coluna Moral da História tem como objetivo trabalhar a moral de cada leitura. A cada 15 dias trago reflexões, poesias, textos ou comentários inspirados nos livros que li (nada de trechos copiados do livro), contando o que aprendi ou senti com cada história.

Esta semana reli um livro que é simples, mas gosto bastante. Quando conheci a Jout Jout, há pouco mais de um ano, não esperava ser tão apegada aos vídeos que ela grava, principalmente àqueles em que incentiva/encoraja/ensina as mulheres a serem quem são. Por isso mesmo, não pude deixar a segunda leitura passar batida. Por isso mesmo, a Moral da História de hoje aborda um único tema: tá mesmo todo mundo mal? Por quê?

Sabe, de uns tempos para cá, venho percebendo isso nas pessoas. Tudo é difícil, tudo é obstáculo, tudo é inalcançável sem o item A ou B. E, bom, estatisticamente falando, não adianta muita coisa. Mas, cá entre nós: adiantaria se alguém dissesse o que está atrapalhando? Adiantaria se tivéssemos todas as respostas? Não sei. Ninguém sabe, na verdade. Mas, vez ou outra, aparecem livros e histórias e filmes que desafiam a nossa própria lógica de vida, seja através da emoção, do susto ou do riso. A minha, por alguns momentos (e momentos ótimos), veio de um livro de histórias pessoais que me arrancou risos em plena fila de autógrafos e me fez refletir, ali, de pé e encostada na parede, que muito do que eu considero um problema ou uma dificuldade é um mero impeditivo para que eu vença a preguiça/pressa/fator de atraso e siga adiante. 

Tá Todo Mundo Mal traz momentos pessoais da moça Julia Tolezano, alguém que passa pelo mesmo que eu e que todos vocês (ou, se tiverem sorte, a maioria). Sim, ela é uma pessoa normal, apesar da fama e do reconhecimento que ganhou através do trabalho na internet. Alguém que acerta e que erra, que fala coisas certas e erradas, alguém que solta pum. Não, este post não visa defender a Julia ou fazer propaganda da Jout Jout, mas é interessante citar dessa forma porque quando se lê esse livro, se percebe que, sim, todo mundo passa pelas mesmas coisas, mas cada um encara de uma forma diferente, ainda mais sob o universo feminino. A Julia, principalmente, me fez entender que tá tudo bem eu enxergar diferente dela qualquer uma das situações pelas quais tenhamos passado igual. Se isso é bom? Isso é ótimo! E por dois motivos: 1) de vez em quando, empatia faz diferença. 2) se todo mundo fosse igual, o mundo seria uma desgraça. Ou seja, se tá tudo bem, por que tá todo mundo mal? Por que essa dificuldade toda em viver, respeitar e agregar valores aos outros e a nós mesmos? Tá mesmo todo mundo mal ou é só a nossa mania de enfeiar as coisas que não nos esforçamos mais pra enxergar bonitas?

Sabe, eu andei pensando nessas coisas e, vez ou outra, escrevo colunas assim porque o pensamento vai chegando e eu não sei como encaixotar. No entanto, depois que reli, concluí que certas coisas a gente não guarda, mesmo, a gente divide, assim como esse livro faz. E vale muito mais, porque tudo na vida é experiência e nenhuma experiência é válida com impeditivos, como os que a gente cria assim, fácil, fácil, sem pensar em alternativas ou formas mais legais de ver a vida. Nenhuma experiência é válida com impeditivos porque, na verdade, eu trabalho com possibilidades e isso eu aprendi com ela. Sim, com ela. E muito me orgulho hoje.

Quem mais já leu esse livro? Gostaram?
Leiam, é uma delícia. E assistam aos vídeos.

Ah, e caso a própria acabe por ler este post, aqui vai: Jout Jout, eu amo magenta. <3

_________________________________
A Carol também escreve no Ensaiando

Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »

2 comentários

Clique aqui para comentários
04/11/2017 19:58 ×

Uma amiga me deu esse livro acho q a mais de 1 ano, ela falou mto bem dele, mas ainda não li, agora ganhei uma nova motivação p ler!

Responder
avatar
Carol Gama
admin
17/11/2017 11:53 ×

Oba, legal, Val! Te disse que você gostaria e acho que vai. É engraçado, mas é reflexivo também. Beijos!

Responder
avatar

Querido leitor,

Seus comentários deixam o nosso cantinho ainda mais especial. Agradecemos muito a sua participação! Até o próximo post! ;)

Equipe do Citação
ConversãoConversão EmoticonEmoticon

Obrigado pelo seu comentário