Toque de Dorama | W - Two Worlds



Título: W – Two Worlds
Também conhecido por: 최고의 결혼, W, W- 개의 세계.
Gênero: ação, suspense, thriller, comédia, romance, drama, fantasia e melodrama
Tags: viagem entre mundos, sonhos que viram realidade, homem rico e poderoso.
País: Coreia do Sul
Número de episódios: 16
Exibição: 20 de julho de 2016 -  14 de setembro de 2016
Canal: MBC
Duração do episódio: 1 hr e 10 min.

Voltei galera! Super empolgada para fazer essa resenha. W – Two Worlds é um dos meus queridinhos mais queridos: e apesar de ter quem não viu graça, vou contar porque acho esse drama genial! Amo muito mesmo.
Tudo começa no desaparecimento do desenhista Oh Sung Moo, pai da nossa protagonista Oh Yeon Joo (Han Hyo Joo, ela não é muito conhecida dos dorameiros por fazer mais cinema que tv). Ele desaparece enquanto escrevia o capítulo final de seu webtoon chamado “W”. Yeon Joo é informada pelo assistente do pai que tem 24 hs que não consegue falar com ele, então ela parte para procura-lo, entra no escritório do pai e percebe que ele sumiu deixando tudo ligado, vasculhando as coisas, fica surpresa de ver a última coisa que ele desenhou: o personagem principal de “W” agonizando em uma poça de sangue. Sem pistas de para onde o pai foi, ela fica ali revirando papéis até que uma mão sai da tela do monitor e a puxa para dentro da história.

Ela vai parar no terraço de um hotel e a seu lado está um homem agonizando em uma poça de sangue. Como Yeon Joo é uma residente de cirurgia cardiotorácica do segundo ano, na mesma hora ela começa a tentar salvar aquele homem, e enquanto faz isso, percebe que aquele homem é nada mais, nada menos, que Kang Cheol interpretado por Lee Jong Suk (o todo poderoso divino que eu amo de paixão), o personagem principal da história de seu pai.
Kang Cheol é um medalhista olímpico, campeão de tiro esportivo, no passado ele foi acusado de matar toda a família, mesmo sendo inocentado, triste e desesperado, cansado de viver sob os olhares acusatórios dos outros ele tenta se matar. É nessa hora que ele tem um insight, ele percebe que não pode morrer sem descobrir quem matou sua família. Renovado com uma nova energia e um enorme desejo de justiça, ele muda sua vida e acaba se tornando um empreendedor milionário, um tanto playboy mulherengo e nas horas vagas uma espécie de herói. Super excitante esse comecinho, né? Ficou curioso?

Aí vem aquela comédia misturada ao suspense, ela tentando entender como vai parar ali e porque, tentando descobrir como sair dali, ele tentando descobrir quem é essa médica louca que ninguém conhece, mas que salvou a vida dele e que sabe um monte de coisas sobre ele. O pai dela tentando por um ponto final de vez em W matando Kang Cheol, só que toda vez que ele está quase conseguindo algo acontece. E lá vai a história se escrevendo de dentro para fora! É fofo, eles são lindos, Lee Jong Suk tá que é puro charme e Kang Cheol é aquele típico mocinho de dorama de ação irresistível, só que agora reagindo a uma pessoa do mundo real. São muitas as cenas divertidas! E ao mesmo tempo, muito suspense porque eles estão em perigoo tempo todo.
Contudo, eu achei que a grande sacada do autor, foi escolher como forma de mudar de mundo o fim do capítulo da webtoon. Ou seja, toda vez que acontece um momento de grande expectativa, alguma reviravolta para Kang Cheol, o capítulo acaba e Yeon Joo volta ao mundo real. Para quem não entendeu, vão ser reviravoltas e mais reviravoltas, umas causadas pela própria história e outras provocadas pela Yeon Joo e pelo Kang Cheol. E como você consegue parar de ver? Você fica louca para saber o que vai acontecer em seguida! Dormir para que?

Talvez você se pergunte, porque ela volta depois que consegue escapar a primeira vez, e a resposta é simples: ela é a chave para a vida de Kang Cheol. Sem spoilers, vocês vão entender o motivo não demora muito. Vale dizer que eles são um casal feitos um para o outro! Muitos mistérios vão surgindo na trama e a coisa fica bem complicada quando eles percebem que tem um vilão na história, o assassino de sua família cuja única vontade é acabar com Kang Cheol. Será que eles vão descobrir quem é o assassino? Escapar tanto deste assassino como do desenhista que quer terminar a história? Que outros perigos os cercam?
Esteja preparado para ser sugado por um redemoinho, se você não prestar bastante atenção, pode acabar se perdendo, a interação entre os dois mundos segue uma lógica, mas cada vez que aparece uma nova variável, essa lógica muda. A primeira variável que você vai reconhecer é a entrada da Yeon Joo no manhwa (mangá coreano), mas você vai descobrir que não foi a primeira e muitas vão acontecer!
O que me faz derreter em W é o clima entre o casal, mesmo antes deles se apaixonarem, eles já se amam, ele não sabe porque, mas sente que ela é a mulher da vida dele. E ela o ama como amamos aquele personagem do nosso livro preferido, mesmo sabendo que ele não existe, é amor! Muita coisa acontece na história, inclusive a fase em que não estão juntos, mas até nessa hora esse amor que está acima da realidade está ali presente. Tem um momento lindo que não posso contar por ser spoiler, onde ele mesmo sem saber, apenas olha para ela e sente. É uma história de amor linda, de fé, de confiança, de parceria, de união e sacrifício. Aliás, cada troca de olhar deles é um suspiro!
Vocês conhecem a música do Bom Jovi, Born to bem y baby?  Sabem aquele trecho do refrão : ” You were born to be my baby/ And baby, I was made to be your man” (Você nasceu para ser minha e eu fui feito para ser seu homem)? Isto é W!

O único ponto negativo na trama é o final, não é o final todo, só o finzinho do último capítulo. Não é que seja ruim, mas é meio clichê e depois de tantas cenas te tirando o fôlego, um final normal ficou meio decepcionante. Claro, nada que comprometa o dorama e que me faça deixar de adorar essa história.
O próximo dorama que vou resenhar vai ser Love O2O, uma dessas histórias de amor que te faz sorrir e sair cantando que o amor é lindo!

Beijo e até semana que vem.

Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »

2 comentários

Clique aqui para comentários
04/05/2018 12:16 ×

Oi, Valesca! Gostei de W, realmente são muitas reviravoltas de deixar qualquer um tonto!😁 O casal é uma fofura... Elenco é muito bom, mas fiquei incomodada com algumas coisas... Sabe o motivo daquele crime contra a família? Esperava outra coisa! E um certa situação com o autor da história (a boca dele!😀 Achei nada a ver!)Como sou escritora fico imaginando algumas situações e às vezes pode atrapalhar😉! Mas é uma história que não dá para ficar indiferente. E achei muito diferente, roteiro bem criativo... Você precisa viajar na história para valer mesmo.

Responder
avatar
06/05/2018 22:06 ×

Oi Tânia, entendo o que você disse, da primeira vez que vi senti a mesma coisa, acho que assim como você já estava imaginando um final supermegahiper surpreendente. Aí fiquei com aquela sensação de "ai que basiquinho", mas aí quando fui rever pra escrever a coluna, sem as mesmas expectativas, já gostei mais, achei que foi coerente. Agora, aqui entre nós, se a história fosse a história que o escritor queria que fosse, terminando no suicídio na ponte, e eu acompanhasse esse manhwa, eu teria ficado muito zangada com o autor! kkkk A assassina seria eu!! kkkk

Responder
avatar

Querido leitor,

Seus comentários deixam o nosso cantinho ainda mais especial. Agradecemos muito a sua participação! Até o próximo post! ;)

Equipe do Citação
ConversãoConversão EmoticonEmoticon

Obrigado pelo seu comentário