Toque de Dorama | School 2013, 2015 e 2017



Título: School 2013, School 2015 e School 2017
Também conhecido por: 학교, Who Are You: School
Gênero: drama, romance, comédia, escolar.
Tags:  escola, gangs, vocação, bullying, seleção universitária, preconceito, triângulo amoroso, pressão por desempenho, questionamento sobre o futuro, dinheiro, amizade e família.
País: Coreia
Número de episódios: 16 cada um
Exibição: 03 de Dezembro de 2012 – 05 de Setembro de 2017
Canal: KBS2
Duração do episódio: 60 min.

Olá pessoal! Annyeonghaseyo! O que falar da série School? O que fez mais sucesso com certeza foi o School 2015, mas minha paixão é 2013 e é graças ao 10 que eu dei a ele que decidi resenhar toda a série. A proposta da série é pegar estudantes que estão as vésperas de entrar para universidade e relatar seus medos, suas dúvidas, seus amores e toda a pressão que existe sobre o estudante, especialmente aqueles com dificuldades financeiras. Um bom drama para você que quer saber mais sobre a realidade coreana e o dia a dia na Coreia.


School 2013 praticamente não tem romance, a trama circula em torno de três personagens masculinos desajustados: um que tem tudo para conseguir um bom futuro, mas está revoltado demais por ter perdido a chance de seguir carreira no esporte (Kim Woo Bin), outro que nunca pensou em ter um futuro, nunca acreditou que poderia e por isso vivia como se não houvesse amanhã, mas que agora descobre que é possível se ele se esforçar (Lee Jong Suk), e outro que já não tem mais chance e precisa aceitar isso, aprender a lidar com isso sem piorar as coisas para si (Kwak Jung Wook). E para mexer na vida desses garotos, uma professora idealista que acha que nunca se deve desistir (Jang Na Ra).

A ideia não é nova, mas é sempre relevante: somos o que trabalhamos para ser. Não somos aquilo que acham que podemos ser, nem mesmo aquilo que queremos ser, mas somos aquilo que fazemos por onde. Nós não podemos deixar o controle de nossas vidas escapar, por mais difícil que pareça, se nós desistimos dos nossos sonhos, mesmo que por um tempo, podemos nunca mais conquistá-los.

Mas se mesmo assim, as coisas não saírem como queríamos, é preciso saber lidar com os obstáculos, e saber lidar com as limitações, encará-las de frente e fazer o seu melhor com aquilo que você tem. E acima de tudo, é preciso arcar com as consequências e aceitar a responsabilidade de seus atos e suas escolhas.

Isso meio que permeia todos os doramas da série, mas fica bem claro no 2013, porque dos três é o que dá menos espaço a questões mais leves da adolescência. O dorama ainda trás um debate sobre a postura dos professores ao confrontar a jovem e sonhadora Jung In Jae (Jang Na Ra) com o frustrado e desestimulado Kang Se Chan ( Choi Daniel) que aos poucos vai sendo contagiado por ela, e juntos vão enfrentar a estrutura preconceituosa da escola.


School 2015 gira em torno de um triângulo amoroso entre um atleta de natação que conta com seu desempenho para poder entrar na faculdade (Nam Joo Hyuk), um menino rico em conflito com a família (Yook Sung Jae) e uma menina pobre (Kim So Hyun) que convivem na mais prestigiada escola de Gangnam, bairro de novos ricos de Seul. Então a ambientação aqui é a vida dos ricos e suas famílias e vidas nada perfeitas.

School 2015 traz também uma questão sobre popularidade e bullying, a protagonista tem uma irmã gêmea, elas perderam os pais ainda crianças e acabaram separadas quando uma foi adotada. Criadas separadamente, suas vidas e personalidades também se tornaram muito diferentes. Uma era popular e segura, outra assustada e vítima de bullying.

 Achei muito legal isso, mostrar que beleza, popularidade e sucesso não estão relacionadas com aparência apenas, tem haver com estrutura emocional e postura diante da vida, algo para jovens, pais e professores refletirem. Após um acidente, a gêmea vítima de bullying acaba sendo confundida com a outra, ela é levada para o hospital e diagnosticada com amnésia. A partir daí ela vai viver no mundo de popularidade da irmã, onde todos a tratam bem, mesmo que ela acabe descobrindo que em alguns casos é pura falsidade. Daí muita coisa vai acontecer que permitirá ela amadurecer e aprender a valorizar o que realmente importa.

Não acho muito relevante, até porque eu shipei certinho, mesmo assim, vou avisar: este drama está entre os mais shipados errados da história! rs


School 2017 é sobre a pressão por boas notas, e a cobrança para que os jovens entrem em boas faculdades como um fator determinante para o status que poderão atingir em suas vidas,  um grupo de alunos, tem de lidar com os sentimentos de amizade e de competição entre eles, as exigências das famílias e ainda com a influência do poder econômico das famílias ricas no desempenho escolar, junto com a corrupção dentro da escola. O tema já abordado no School 2013 e 2015 volta à tona, o preconceito de professores e diretores e seu peso na formação dos estudantes, tornando jovens pobres desestimulados, inseguros, fechando suas portas para boas universidades, favorecendo os mais ricos.
No entanto, este é dos 3 doramas da série, o mais leve, o que tem mais romances, apesar de não ter beijo também. Nele, um grupo de amigos se revolta contra o sistema e decide sabotá-lo. Primeiro começa com um aluno, X, mas quando as suspeitas sobre a identidade de X recaem sobre Ra Eun Ho (Kim Se Jung), uma jovem doce e gentil que sonha em ser autora de webtoons, e ameaça sua entrada na faculdade de arte, algumas coisas começam a mudar.


Com certeza são dramas voltados para o público adolescente, mas eu achei muito interessante como mãe e educadora. Poucas pessoas talvez parem para pensar sobre o assunto, mas a Coreia se desenvolveu muito a partir dos anos 80 e o principal investimento foi na educação, houve uma reforma revolucionária no sistema educacional e alavancou o crescimento em todas as áreas, mas School, assim como vários outros dramas denuncia que nem tudo são flores, e que a reinvenção sul coreana não é tão perfeita como a propaganda pode dar a entender.

Bem, fica a dica!! E semana que vem tem minha paixão Fight For My Way! Amo esse dorama! Uma comédia adulta, cheia de sarcasmo e ironia, mas capaz de fazer você rir dos próprios problemas, e rir de si mesmo. Beijos e até lá.

Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »

Querido leitor,

Seus comentários deixam o nosso cantinho ainda mais especial. Agradecemos muito a sua participação! Até o próximo post! ;)

Equipe do Citação
ConversãoConversão EmoticonEmoticon

Obrigado pelo seu comentário