Toque de Dorama | Switch


Título: Switch – Change the world
Também conhecido por: 스위치: 세상을 바꿔라, Gongjakwang , King Peacock , 공작왕 , Seuwichi: Sesangeul Baggweora , Switch.
Gênero: drama, ação, policial.
Tags:  crime organizado, contrabando, corrupção, promotoria, troca de identidade, golpes.
País: Coreia
Número de episódios: 32
Exibição: 28 de Março de 2018 – 17 de Maio de 2018
Canal: SBS
Duração do episódio: 35 min.

E aí pessoal? Annyeonghaseyo! Mais um dorama de ação essa semana, esse não foi tão visto por não ter romance, mas vale muito a pena. Jang Keun Suk fazendo dois papéis, dando banho de interpretação, numa história cheia de reviravoltas e surpresas. Nosso Jang Keun (Geun) Suk sempre teve aquela beleza andrógina, com aquele cabelão perfeito, aquela coisa meio etérea. Agora neste dorama ele tá com cara de homem, cara de adulto, te passa confiança nas falas, realmente um trabalho incrível e o último antes de sua entrada no exército agora em julho.

A trama tem uma narrativa difusa, multilinear, anda pra frente e pra trás no tempo, primeiro você vê o fato, depois como se chegou nele e depois para e te explica as sequencias da ação. Sem te tirar a surpresa, nessa a história você vai dar voltas e mais voltas com as estratégias de mocinhos e bandidos. E claro, tem um mistério de fundo ligando tudo e você vai formulando soluções e teorias mil, só para no minuto seguinte serem destroçadas.


Um dos melhores de 2018, na minha humilde opinião, vamos admitir que não tem sido um dos melhores anos, acho que poucos doramas desse ano serão lembrados daqui a 5 anos, muitos nem no ano que vem, mas mesmo assim esse é um dos que eu destacaria, apesar da falta de romance que afastou boa parte do público.

O vilão, não posso dizer quem é, mas posso dizer que eu amo os atores que fazem os caras maus desse dorama, adoro tudo que eles fazem, gosto tanto do trabalho deles que quando fazem vilões, que se eu vejo na rua, virava umas dessas fãs loucas e batia neles para deixarem de ser tão maus. Rs.

A história é sobre um promotor, Baek Joon Soo, que está atrás de provas contra uma poderosa quadrilha do crime organizado, ele acaba sofrendo um atentado e fica inconsciente. Para impedir o fim das investigações e proteger Joon Soo, a sua parceira, também promotora, Oh Ha Ra (Han Ye Ri), literalmente chantageia o golpista Sa Do Chan, sósia de Baek Joon Soo para se passar por ele. Ambos interpretados por Jang Keun Suk. A partir daí Sa Do Chan vai ensinar uns truquezinhos para Oh Ha Ra para conseguir com criatividade as provas, que seguindo a lei, ela não consegue. 


Quando Baek Joon Soo finalmente acorda, não concorda em nada com o que Oh Ha Ra está fazendo com Sa Do Chan, ele acredita que agir dentro da lei é fundamental. Eles entram em conflito, mas Joon Soo acaba cedendo ao plano da amiga. Mas não sem também fazer seu próprio plano!

Difícil falar qualquer coisa sem dar spoiler,  mas posso dizer que o drama é muito bem construído e mesmo coisas que você talvez ache sem sentido, no final você vai ver ser totalmente coerente.  E eu amei o final, achei a trama toda que o final seria outro, mas a escolha do autor foi muito boa.


É verdade que falta romance e realmente faz falta na história, os roteiristas quiseram passar algo mais realista e a verdade é que seria impossível um final feliz se houvesse o tal romance, ficaria forçado, sem sentido, ela teria de abrir mão da carreira como promotora para virar criminosa, ou ele teria de passar o resto da vida preso para quitar os crimes. Não seria um final legal! 


Mesmo assim você shipa, e é impossível dizer até onde é amizade e cumplicidade que une esses dois ou se existe realmente algo a mais. Os personagens negam, e cá para nós, se você quiser enxergar que ali tem um flerte, uma atração, um sentimento mais profundo você enxerga, mas se você acreditar que não, então a resposta é não, nada de concreto te contesta. Foi exatamente essa a intenção dos roteiristas. Uma hora em que ele repreende ela por estar olhando afetuosamente para ele é um exemplo disso, porque ela pode muito bem estar olhando para ela com carinho e preocupação de uma amiga, num momento de crise, mas pode ser algo mais. Do mesmo jeito que ao falar isso, ele dá a entender que pode não resistir àquele olhar, mas não resistir como? Beijá-la? Mas beijá-la com amor ou simplesmente como escape num momento de tensão?  Você escolhe!

Eu particularmente acho, que mesmo sem rolar romance, se eles tivessem dado uma apimentada nessa relação, mesmo mantendo platônico, mas com mais cenas com atração física implícita, ficaria bem legal. E existia uma outra opção para romance com final feliz, né? Sem spoiler! Isso também podia ter acontecido com o promotor. Mas a escolha do roteiro é sem romance! Então tá, né? Beleza! Se é assim que quiseram! Rs.




Disponível no Viki e no Kingdom Fansubs!

Semana que vem quero falar de Oh My Ghostess, com meu trio amado: Park Bo Young (Strong Woman), Kim Seul Gi (Lookout) e Jo Jung Suk (Jealousy Encarnate), que por si só já são motivo para você assistir qualquer coisa. E em dezembro sai a versão tailandesa!

Beijo e até semana que vem!

Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »

Querido leitor,

Seus comentários deixam o nosso cantinho ainda mais especial. Agradecemos muito a sua participação! Até o próximo post! ;)

Equipe do Citação
ConversãoConversão EmoticonEmoticon

Obrigado pelo seu comentário